Notícia

Agronegócio sustentável: as iniciativas que impactam o setor

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

O agronegócio é de fato um dos setores com grande destaque na economia brasileira. Além de fazer o Brasil se tornar um dos principais exportadores mundiais ao longo dos últimos anos, o PIB do agronegócio correspondeu a 26,6% do PIB brasileiro em 2020. Esses são dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Nesse sentido, a seguir, elencamos algumas ações positivas relacionadas ao agronegócio sustentável no âmbito nacional.

As iniciativas do Plano Safra 2021/2022

Divulgado em junho pelo Governo Federal, o Plano Safra 2021/2022 contém as definições sobre os créditos rurais e as linhas de financiamento com incentivo da União para custeio e investimentos no setor do agronegócio. Assim, o Plano atual teve um aumento de 6,3% em relação ao Plano anterior. Segundo o governo, o objetivo é estimular o agronegócio brasileiro nas práticas de produção mais verde, inclusiva e próspera, não deixando de ser competitivo.

Para alcançar esse objetivo, algumas ações foram tomadas. Algumas delas são o fortalecimento do Programa ABC, do Inovagro e do Proirriga, abarcando o financiamento à produção de bioinsumos, de energia renovável e à adoção de práticas conservacionistas de uso, manejo e proteção dos recursos naturais e agricultura irrigada. Além disso, os recursos para os pequenos produtores rurais tiveram um acréscimo de 19%, onde R$ 39,34 bilhões serão para financiamento pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar.

Os Títulos Verdes são aliados do agronegócio

Além das iniciativas citadas no Plano Safra 2021/2022, os títulos verdes são grandes aliados do agronegócio na conservação socioambiental. Esses são títulos de renda fixa usados para captar recursos para a implantação ou refinanciamento de projetos e ativos que tenham características positivas para perspectiva ambiental ou climática.

O Brasil tem um grande destaque neste mercado. Isto porque, de acordo com dados da Climate Bonds Initiative (CBI), o país é o maior mercado de títulos verdes da América Latina, com uma participação de 42% das emissões nos últimos cinco anos. Essa é uma conjuntura de grandes oportunidades às organizações que podem atrelar seus objetivos e metas ao desempenho socioambiental de suas atividades.

Em abril deste ano, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou o Sustainability Bond Framework (SBF), uma iniciativa que amplia as possibilidades de captação previstas no Green Bond Framework (GBF) lançado em 2017. Essa iniciativa trata da emissão de títulos verdes, sociais e sustentáveis que atraem investimentos aos empreendimentos brasileiros. A grande novidade é que o SBF expande o escopo do GBF, permitindo que o BNDES emita novos tipos de títulos verdes, além de títulos sociais e sustentáveis. 

A emissão dos títulos é uma alternativa para viabilizar iniciativas e tecnologias que possuam impactos positivos socioambientais. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) essa nova alternativa de financiamento do agronegócio brasileiro movimentou R$ 8,1 bilhões na economia brasileira entre 2019 e 2021, através da promoção de práticas e tecnologias sustentáveis.

O que mais vem sendo feito?

O governo brasileiro vem adotando medidas que deixem o ambiente de negócios menos burocrático e mais atrativo. Algumas dessas medidas são a definição de critérios globais para agricultura e pecuária e a elaboração de um plano de investimento para a agropecuária sustentável junto a CBI, e a promulgação da Lei nº 13.896/20 (Lei do Agro), que aprimora o ambiente regulatório para concessão de crédito para negócios voltados para a pecuária e agricultura. Essas medidas tem como objetivo ampliar esse mercado e atrair os investidores estrangeiros.

Para saber mais sobre o agronegócio sustentável, acesse o nosso artigo sobre o desenvolvimento da economia verde no Brasil. Além disso, também criamos um material relacionado ao papel do setor agro nessa economia, que você poderá acessar logo abaixo.

Nossas
Especialidades

Veja nossas principais áreas de atuação